CUPINS

como-acabar-com-os-cupins.jpeg

O cupim chega de mansinho em sua época de acasalamento (a revoada) para formar colônias. Nem sempre é percebido pelos donos do ambiente e a sua destruição demora anos para se desenvolver.

 

Por isso é chamado de praga silenciosa.

Há mais de 2.800 espécies de cupins catalogadas no mundo. Já no Brasil existem em torno de 350 cupins.

Cupim de madeira seca:

É a principal espécie de cupim no meio urbano e intradomiciliar. Prefere infestar objetos e estruturas de madeira que tenham a umidade baixa (inferior a 30%). Ataca principalmente móveis e componentes de edificações como rodapés, portas e portais, telhados, janelas e pode chegar a destruir até outros objetos como livros e papéis.
As colônias dos cupins de madeira seca, por seu tamanho reduzido, são capazes de viver até em pequenos objetos, o que facilita o transporte e a introdução desses insetos em regiões distantes do local de origem. Os cupins de madeira seca precisam evitar a perda de água já que vivem em baixa umidade, para isso produzem as bolotas fecais secas, que são expelidas periodicamente da peça infestada.

Tamanho: até 1,25 cm
Cor: marrom claro
Formato: corpo cilíndrico e pernas curtas
Asas: Sim, sendo as asas 0,6 cm maiores que seus corpos
Pernas: 6
Nome popular: Cupim de madeira seca
Antena: 2 retas
Filo: Arthropoda
Reino: Animalia
Ordem: Blattodea
Classe: Insecta
Espécie: Cryptotermes brevis
Família: Kalotermitidae

DIETA: Celulose proveniente de mobiliários e estruturas que tenham um nível baixo de umidade.
HABITAT: O tamanho das colônias é proporcional ao objeto afetado. Normalmente são pequenas, possuindo cerca de 100 a 300 indivíduos e em 15 anos podem chegar a ter até 3000.

IMPACTO: Destrói grandes monumentos históricos como peças de igrejas antigas e museus. O desenvolvimento acontece de forma lenta, de modo que os prejuízos só começam a ser observados após cerca de 3 anos.

PREVENÇÃO: Não estocar caixas de madeira ou papelão, inspecionar e vedar buracos e frestas, utilização de madeira tratada durante a construção.

Cupim subterrâneo:
Os cupins subterrâneos constroem suas colônias preferencialmente no solo, em local subterrâneo, pois dependem da umidade para se desenvolver. A população das colônias do cupim subterrâneo é enorme, podendo até chegar a milhões de indivíduos.
Pesquisas feitas nos Estados Unidos da América registraram colônias maduras de cupins subterrâneos do gênero Coptotermes spp. realizando consumo médio diário de 300 gramas de material celulósico.

As condições ideais destes espaços são favoráveis ao seu desenvolvimento e infestação, como, escuridão, má ventilação, inviolabilidade e temperatura. Os locais em que são formados os ninhos são de difícil acesso, dificultando o combate.

Tamanho: 0,32 a 2,54 cm
Cor: marrom claro
Formato: longo, estreito, oval
Asas: Sim, do mesmo tamanho e forma
Pernas: 6
Nome popular: Cupim subterrâneo
Antena: 2 retas
Filo: Arthropoda
Reino: Animalia
Ordem: Isoptera
Classe: Insecta
Espécie: Coptotermes gestroi
Família: Termitidae

DIETA: Madeira em geral em árvores, estruturas internas de residências e empresas e objetos que contenham celulose.
HABITAT: Criam suas colônias em cima das árvores, possuem tamanho grande e coloração negra. Podem ser encontrados também em estruturas de madeira, paredes e postes.

IMPACTO: Podem atacar estruturas de madeira de casas e as árvores que servem de apoio para a colônia.

PREVENÇÃO: Utilização de madeira tratada, retirada de entulhos com madeira, planejar a poda da árvore para não deixar ferimentos, além de retirar árvores mortas e em decomposição do local.

Cupim arbóreo:
O cupim arbóreo é um grande problema para o reflorestamento e para o cultivo do eucalipto, pois a intervenção do ser humano diminui as fontes naturais de alimento.
Por conta deste fato, este inseto também passou a atacar áreas urbanas. Cidades históricas em Minas Gerais, por exemplo, já sofreram com a infestação em seus monumentos históricos.

Seu habitat mais frequente são áreas rodeada de matas, caatingas e cerrados. Se infestam ambientes internos, seu ninho pode ser encontrado fora, em árvores por exemplo, que se encontram próximas.

Tamanho: Crescem até 1,9 cm podendo chegar a 2,5 cm com as asas
Cor: marrom
Asas: Sim, do mesmo tamanho e forma
Pernas: 6
Nome popular: Cupim arbóreo
Antena: 2 retas
Filo: Arthropoda
Reino: Animalia
Ordem: Isoptera
Classe: Insecta
Espécie: Nasutitermes corniger
Família: Termitidae

DIETA: Os cupins arbóreos se nutrem de madeira em geral localizada em árvores, estruturas internas de residências e empresas e objetos que contenham celulose em sua composição.
HABITAT: Os insetos criam suas colônias em cima das árvores, possuem tamanho grande e coloração negra. Os cupins desta espécie podem ser encontrados também em estruturas de madeira, paredes e postes.

IMPACTO: Os cupins arbóreos podem atacar estruturas de madeira de casas e as árvores que servem de apoio para a colônia.

PREVENÇÃO: Utilização de madeira tratada, retirada de entulhos com madeira, planejar a poda da árvore para não deixar ferimentos, além de retirar árvores mortas e em decomposição do local.